Estelionatários agem até na Avenida Paulista

Mesmo no endereço mais policiado de São Paulo, os golpistas também fazem suas vítimas. No fim do ano passado, pelo menos oito pessoas entregaram dinheiro e até joias a estelionatários em plena Avenida Paulista. O tipo de abordagem e o argumento variaram, mas quase sempre os criminosos agiam em dupla e contavam uma história convincente e irresistível.

O Estado de S.Paulo

05 Março 2012 | 03h02

Uma alemã entregou R$ 5 mil a uma dupla, certa de que receberia um tíquete de lotérica premiado no valor de R$ 150 mil. Ela foi abordada pelo estelionatário e em seguida por seu comparsa. Após uma rápida conversa, sacou o dinheiro. Todos estavam em um Gol. Com a quantia em mãos, eles inventaram que o pneu havia furado. A mulher desceu do veículo e a dupla saiu em alta velocidade.

Há crimes em que a vítima aceita uma recompensa. Uma recepcionista de 23 anos, que havia sacado R$ 2 mil, viu um homem deixar cair um cheque e o devolveu. O senhor, acompanhado de uma jovem, disse que era dono de uma loja de sapatos na Rua Augusta e convidou-a a ir até lá para escolher um presente.

A comparsa entrou primeiro, deixando a bolsa com a vítima. Saiu de lá e disse que era a vez dela, fazendo a vítima deixar a bolsa com os R$ 2 mil nas mãos dela. A recepcionista só notou o golpe após ter escolhido o par. A essa altura, o casal já havia fugido. / C.H.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.