Estelionatárias que compravam pela internet são presas em SP

Dupla começou a ser investigada há 15 dias e foi presa na zona norte da capital paulista

estadão.com.br,

20 Dezembro 2011 | 20h01

SÃO PAULO - Duas mulheres foram presas na tarde desta terça-feira, 20, na Vila Hebe, zona norte de São Paulo, suspeitas de integrar uma quadrilha responsável por realizar compras fraudulentas pela internet.

A investigação sobre a atuação das estelionatárias começou há 15 dias, quando a polícia detectou que compras feitas com cartões de crédito de diferentes pessoas eram entregues no mesmo endereço. Após os pagamentos, os donos dos cartões reclamavam e pediam o reembolso.

A equipe conseguiu identificar o principal endereço usado pelas suspeitas, na Rua Carlos Alberto Saponara, e foi até o local realizar uma entrega. Os policiais foram atendidos por uma cabeleireira, de 39 anos. Ela assinou o recibo e acabou presa.

Em seguida, ela revelou que a vizinha era a responsável pela compra. Os policiais foram até a residência e prenderam uma dona de casa, de 22 anos. Com ela foi apreendido um celular.

Mais conteúdo sobre:
estelionatárias internet

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.