Estados Unidos dizem que isenção de visto para brasileiros ainda deve demorar

Representantes do governo dos Estados Unidos jogaram ontem um balde de água fria em quem acreditava que a liberação do visto de entrada no país estava próxima. A única promessa feita ontem durante a passagem da secretária de Estado americana, Hillary Clinton, por Brasília, foi a de que o processo de liberação de entrada no país será mais ágil.

O Estado de S.Paulo

17 Abril 2012 | 03h04

O ministro-conselheiro da Embaixada dos Estados Unidos no Brasil, Todd Chapman, salientou que o tema foi discutido entre os presidentes do Brasil, Dilma Rousseff, e dos EUA, Barack Obama, na semana passada, durante a visita da brasileira àquele país. "Estamos bem interessados em continuar os diálogos, discutir detalhes, mas vai precisar de muito tempo, muita conversa, muito acordo para isentar brasileiros de visto", disse, na sede da Confederação Nacional da Indústria (CNI).

Os americanos procuraram enfatizar a decisão de reabrir o consulado em Porto Alegre e abrir o de Belo Horizonte, no fim de 2013.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.