Estado vai indenizar família de motoboy

O governo do Estado de São Paulo autorizou ontem o pagamento de uma indenização à família do motoboy Eduardo Luiz Pinheiro dos Santos. Ele foi encontrado morto com traumatismo craniano e hemorragia à 0h10 do dia 10, três horas após ser abordado por PMs e levado para a 1.ª Companhia do 9.º Batalhão, na Casa Verde, zona norte de São Paulo. A Justiça Militar decretou na quarta-feira a prisão temporária de 12 policiais supostamente envolvidos no caso.

, O Estado de S.Paulo

01 de maio de 2010 | 00h00

Um decreto, assinado pelo governador Alberto Goldman (PSDB) ontem, determinou que um grupo de trabalho seja criado na Procuradoria-Geral do Estado para, em 30 dias a partir da designação de seus membros, fazer uma proposta de valores de indenização para a família.

Outro caso. Três PMs são suspeitos de tentar matar um rapaz de 22 anos, por volta das 21h de terça-feira no Jaçanã, zona norte, a 40 metros de uma base comunitária da PM. Um dia antes, a vítima e um adolescente teriam sido torturados pelos mesmos policiais, após supostamente terem roubado dois celulares. A Polícia Civil investiga o caso.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.