Estado quer pôr creches ao lado do metrô

Uma parceria entre o governo do Estado e a Prefeitura de São Paulo pode levar as creches da capital para perto dos trilhos do metrô. O governador Geraldo Alckmin (PSDB) disse ontem que estuda liberar áreas ociosas vizinhas de estações para receber novas creches. Cinco terrenos ao longo da Linha 3-Vermelha, na zona leste, estão sendo sondados para construção de unidades de educação infantil.

FELIPE FRAZÃO, O Estado de S.Paulo

29 Novembro 2011 | 03h03

Para Alckmin, a proximidade das estações seria uma comodidade a mais para mães que trabalham fora e não têm com quem deixar os filhos. "Muitas que vão trabalhar já pegariam o metrô e deixariam a criança na creche." Os terrenos foram indicados pela Companhia do Metropolitano de São Paulo (Metrô).

A proposta passa a integrar o programa estadual Creche Escola e um convênio em que o Estado banca a construção e a Prefeitura cede os imóveis. Alckmin assinou ontem o documento que formaliza a parceria com o prefeito Gilberto Kassab (PSD). A previsão é de que R$ 40 milhões sejam investidos na construção de 22 creches para 3,8 mil crianças somente na capital. O atual déficit de vagas na pré-escola, porém, é recorde (faltam 174 mil lugares). A previsão é de que as novas unidades estejam prontas em outubro de 2012.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.