Estado pede R$ 3,5 bi do PAC para mobilidade

O governo do Estado apresentou ontem, em reunião com o ministro das Cidades, Agnaldo Ribeiro, sua proposta para receber a fatia dos R$ 50 bilhões prometidos pela presidente Dilma Rousseff para obras de mobilidade. São Paulo quer R$ 3,5 bilhões desse total.

Bruno Ribeiro, O Estado de S.Paulo

05 de julho de 2013 | 02h05

O dinheiro vai financiar três projetos: o corredor de ônibus que interligará a região metropolitana de Campinas, a reforma de 30 estações da CPTM e a extensão da Linha 5-Lilás na zona sul (no trecho entre Capão Redondo e Jardim Ângela, no extremo da cidade).

O ministro ficou de analisar os projetos. Ribeiro afirmou que na próxima segunda-feira terá uma reunião com prefeitos das grandes cidades brasileiras (o que inclui aglomerações urbanas que não são capitais) para discutir os projetos que poderão receber parte dessa verba.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.