'Estado' e Insper debatem saúde em terceiro encontro

Evento desta quarta terá transmissão ao vivo. Confira abaixo o canal

O Estado de S. Paulo

27 de junho de 2014 | 18h48

SÃO PAULO - Após os debates sobre educação e segurança, a terceira edição dos Fóruns Estadão 2018 vai discutir problemas e soluções da saúde em evento nesta quarta-feira (16), no campus do Insper, em São Paulo. Para acompanhar a transmissão do evento ao vivo clique aqui.

O encontro será dividido em três painéis: no primeiro, com o início previsto para as 9h10, o tópico é "Avanços no sistema público e os desafios dos próximos anos". Participarão desse debate André Medici, Gonzalo Vecina Neto e Naercio Menezes Filho.

Especializado em seguridade social na Universidade de Harvard, Medici participou da criação do SUS no Brasil e coordenou o grupo técnico de financiamento à saúde da Comissão Nacional de Reforma Sanitária (CNRS), em 86. Ocupou cargos de direção nos governos federal e do Estado de São Paulo. Desde 96 ocupa cargos em organismos multilaterais como o Banco Interamericano de Desenvolvimento e o Banco Mundial. É responsável pelo blog Monitor da Saúde.

Gonzalo Vecina Neto atuou como secretário municipal da Saúde de São Paulo entre 2003 e 2004. Foi secretário nacional da Vigilância Sanitária do Ministério da Saúde e diretor-presidente da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Desde 1998 leciona na Faculdade de Saúde Pública da USP e é superintendente corporativo do Hospital Sírio-Libanês desde 2007.

Professor titular e coordenador do Centro de Políticas Públicas do Insper, Naercio Menezes Filho tem Ph.D. em economia pela Universidade de Londres, é colunista do jornal Valor Econômico, consultor da Fundação Itaú Social e integra o Núcleo Ciência pela Infância (NCPI).

No segundo painel, o cenário da saúde privada no Brasil e desafios de regulamentação dos planos de saúde estará em pauta. Monica Andrade Viegas; Reynaldo André Brandt e o jornalista Cley Scholz, do Estadão, como moderador, participarão.

Economista, Mônica Viegas ganhou em 2001 o prêmio Haralambos Simeonidis de melhor tese no Brasil concedido pela Associação Nacional de Pós-Graduação em Economia com Ensaios em Economia da Saúde. Leciona para a graduação em Economia e Gestão de Serviços de Saúde e para os programas de pós-graduação em Economia e Demografia do CEDEPLAR, da  Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

Reynaldo Brandt é presidente do conselho deliberativo do Hospital Israelita Albert Einstein, onde trabalha desde 1974 como neurocirurgião. É também membro titular da Sociedade Brasileira de Neurocirurgia e de várias entidades internacionais.

Por fim, Cássio Maldonado Turra e Kenya Noronha, da UFMG, e Joyce Mendes de Andrade Schramm, da Fiocruz, debatem acerca dos desafios demográficos e o novo contexto de saúde no Brasil.

Pós-doutor em demografia pela Princeton University, Turra é professor do departamento de demografia da UFMG e diretor do Cedeplar. Preside a Associação Brasileira de Estudos Populacionais (ABEP), além de integrar a Comissão Nacional de População e Desenvolvimento, vinculada à Secretaria de Assuntos Estratégicos do governo federal, e o Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social de Minas Gerais, ligado à Secretaria de Planejamento e Gestão.

Kenya Noronha foi gestora de ensino e pesquisadora no Centro de Estudos de Políticas Públicas (CEPP) da Fundação João Pinheiro (FJP), em Minas. Hoje é professora do departamento de economia e do CEDEPLAR. É vice-coordenadora do Grupo de Estudos em Economia da Saúde e Criminalidade (GEESC) no CNPQ.

Pesquisadora da Fundação Oswaldo Cruz, Joyce Schramm possui experiência na área de saúde coletiva, com ênfase em epidemiologia, métodos quantitativos e avaliação. Atua principalmente nos seguintes temas: carga de doença, avaliação de serviços e mortalidade materna e neonatal.

O objetivo dos fóruns é estimular a discussão a respeito de áreas relevantes e propor alternativas, que serão apresentadas aos governantes eleitos no pleito em outubro deste ano.

O conteúdo terá publicação em cadernos especiais do Estadão com reportagens, entrevistas e estudos inéditos, com apoio do Insper, centro de referência de geração de conhecimento nas áreas de Educação, Administração, Engenharia e Direito.

Toda a produção jornalística - nos debates, nas páginas do jornal e no portal - fará parte de um documento que será entregue ao futuro presidente da República e aos governadores eleitos.

As vagas para assistir ao evento no auditório do Insper já estão esgotadas, mas o debate poderá ser acompanhado ao vivo pela TV Estadão. 

SERVIÇO

Quando

Dia 16 de julho, das 8h30 às 13h.

ONDE

Auditório Steffi e Max Perlman - campus Insper - Rua Quatá, 300 - Vila Olímpia. Estacionamento gratuito na Rua Uberabinha, s/nº.

Tudo o que sabemos sobre:
FORUNS ESTADAO BRASIL 2018SAÚDE

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.