Hopi Hari/Divulgação
Hopi Hari/Divulgação

Estado de São Paulo autoriza reabertura de parques temáticos

Locais que estão na fase amarela por mais de 28 dias poderão ser reabertos a partir do dia 23 de setembro e terão autorização para funcionar com 40% da capacidade, seguindo protocolos de higiene; fiscalização será das prefeituras

Paloma Cotes, O Estado de S.Paulo

16 de setembro de 2020 | 13h06

O governo do Estado de São Paulo autorizou a reabertura de parques temáticos. Os locais poderão ser reabertos a partir do dia 23 de setembro. O aval vale para parques instalados em municípios que estão na fase amarela do Plano São Paulo por 28 dias consecutivos. "Temos a maior concentração de parques desse tipo na América Latina. São mais de 100 parques e 26 mil empregos gerados pelo setor", afirmou o governador João Doria (PSDB), em coletiva de imprensa nesta quarta-feira, 16. 

Pelas regras, os parques poderão operar com 40% da capacidade, terão autorização para funcionar por oito horas, e o uso de máscaras será obrigatório. Os ingressos também devem ser vendidos de forma antecipada, de forma online e com horários pré-agendados. Será obrigatória a medição de temperatura de quem for ao parque e a fiscalização das medidas, de acordo com Doria, será de responsabilidade das prefeituras.

De acordo com o governo, os parques são âncoras do turismo de lazer familiar no interior, como nas cidades de Vinhedo e Itupeva, onde ficam o Hopi Hari e o Wet'n Wild, e também a cidade de Olímpia, que tem como atração parque com atrações aquáticas.  

"Os protocolos foram acordados com o próprio setor e seguem os mesmos adotados internacionalmente. A retomada segura substitui viagens ao exterior e internas até que as coisas se normalizam no mundo”, afirmou o Secretário do Turismo, Vinicius Lummertz.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.