Estado de atenção por causa da chuva é suspenso em São Paulo

Trecho da Av. do Estado sob a Ponte Fepasa ficou intransitável porque cabos de bombeamento foram roubados

Ricardo Valota, do estadão.com.br,

02 de outubro de 2008 | 04h11

O Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE) suspendeu o estado de atenção por volta das 2h50 desta quinta-feira, 2. Após cinco minutos, a CET liberou o trecho da Avenida do Estado sob a Ponte Fepasa, que passa sobre o rio. Nesta madrugada de quinta-feira, esse foi o único ponto de alagamento intransitável registrado pela CET. Em um período de 30 dias, vândalos furtaram por pelo menos 3 vezes os cabos elétricos do sistema de bombeamento de água existente no trecho da Avenida do Estado sob a Ponte Fepasa, na região central da capital paulista, segundo informaram funcionários da empresa responsável pelo serviço. A última vistoria feita no local ocorreu no dia 15 de setembro, quando foi constatado o segundo furto. O terceiro só foi descoberto por causa da forte chuva que atingiu a capital paulista no final da noite de quarta-feira, 1. Sem os cabos, o sistema não funcionou, aumentando muito o acúmulo da água da chuva. Até as 3h30 desta madrugada, os 80 metros de cabos já haviam sido reinstalados e o sistema, que transfere a água da chuva para o rio Tamanduateí, já funcionava normalmente. Segundo a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), o nível da água baixou em decorrência da chuva que deu uma trégua após a 1h30 desta quinta-feira.

Tudo o que sabemos sobre:
estado de atençãochuvaSão Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.