Estacionamentos 'não oficiais' lucram com aumentos

Os estacionamentos "extraoficiais" que se proliferam nas redondezas do Aeroporto de Cumbica é que ganham com o aumento no preço do táxi ou do valor cobrado pelo estacionamento oficial da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero). "Aqui, além de mais barato, tem mordomia. Os motoristas carregam sua mala, levam e buscam você na hora marcada (o traslado é gratuito), não tem fila nem estresse", afirma Elisa Cazartelli, gerente do Zás Trás Parking, a 7 km do terminal.

O Estado de S.Paulo

22 de maio de 2012 | 03h03

Enquanto uma ida e volta de táxi para o aeroporto sai por mais de R$ 200, deixar o carro por dois dias nos estacionamentos do entorno custa entre R$ 12 e R$ 25. Quanto mais tempo o passageiro passa, mais desconto ganha no valor final - alguns cobram apenas R$ 0,73 por hora. No da Infraero, a diária sai por R$ 50,50. Um logo atrás, operado pela Sinarodo - empresa contratada pela Infraero - custa R$ 25, mas vive vazio. / N.C.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.