Estação Sé do Metrô é fechada após tiroteio na plataforma

Assaltantes roubam agência bancária e fogem pelos trilhos da Liberdade até a Sé; pelo menos três ficam feridos

Solange Spigliatti, do estadao.com.br,

30 de novembro de 2007 | 13h25

Um tiroteio fechou a Estação Sé do Metrô no começo da tarde desta sexta-feira, 30, e causou pânico entre os passageiros que estavam no local. Pelo menos três pessoas ficaram feridas no tiroteio; duas seriam passageiros. Entre os feridos está um dos ladrões que assaltaram um banco na região central da cidade. Por volta das 12h30, o grupo invadiu uma agência do Banco Bradesco, na Liberdade, e, na fuga, foram surpreendidos pelos policiais. Os ladrões teriam fugido pelos trilhos que ligam a estação Liberdade à Sé.    'Situação era tensa e Sé teve pânico generalizado', diz repórter  Passageiros socorrem mulher que passou mal após tiroteio Preso um dos acusados de assaltar banco e fugir pelo Metrô   Durante tiroteio, um dos dois bandidos ficou ferido. A polícia continua à procura do outro ladrão. Segundo as primeiras informações, pelo menos duas pessoas foram retiradas de maca de dentro da estação. Os bombeiros que atenderam os passageiros que estavam na estação, pelo menos uma pessoa foi levada ao hospital com ferimentos no braço.   Os passageiros que estavam na Linha 1-Azul e iam até a Sé - na Linha 3-Vermelha - ficaram 15 minutos parados dentro do trem e receberam a informação de que havia um problema na linha. Todas as estações do Metrô, na Linha 3-Vermelha, entre a Sé e Barra Funda, ficaram interditadas por quase meia hora. Segundo nota divulgada pela empresa, o sistema de segurança do Metrô foi acionado às 12h40, devido à presença de pessoas nos trilhos, paralisando o sistema da Linha 3- Vermelha.   Todos os passageiros foram tirados dos trens e às 13h09 as estações foram fechadas a partir das catracas, segundo informações do Metrô. A circulação dos trens voltou ao normal a partir das 13h27, com a reabertura das estações.   Um dos feridos foi socorrido pela equipe de segurança do Metrô e encaminhado ao Pronto-Socorro Vergueiro e não corria risco de morte. O segundo ferido à bala foi socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e encaminhado também para o PS Vergueiro.   Texto atualizado às 15h09 para acréscimo de informações.

Tudo o que sabemos sobre:
Metrôassalto a bancoestação Sé

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.