Estação da Luz é fechada por causa da chuva em São Paulo

Água chegou até a plataforma de embarque; opção é usar a Estação Brás; Metrô opera normalmente

Maíra Teixeira, Central de Notícias,

08 de setembro de 2009 | 19h08

 

Com a chuva, plataformas ficaram lotadas no fim da tarde desta terça. Foto: J.F.Diório/AE

 

A Estação Luz da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) foi fechada no fim da tarde deste terça-feira, 8, por causa da forte chuva na capital. Segundo a CPTM, a água chegou até a plataforma de embarque, mas a companhia negou que houve alagamento na estação. Segundo a CPTM, às 19h15 a situação já estava normal e os trens das linhas 10 e 11 tiveram a situação regularizada.

 

Veja também:

mais imagens GALERIA: Imagens da chuva e do caos em SP nesta terça

especial ATENÇÃO: Saiba quais são os pontos de alagamento

blog BLOG: Acompanhe a situação do trânsito na cidade

forum FÓRUM: Você teve problemas para fazer ligações?

lista COMENTE: Twitter do estadao.com.br

mais imagens PARTICIPE: Sofreu com a chuva? Mande sua foto

especial MAPA: Veja fotos do dia de caos na capital

 

Na estação, apenas os passageiros da linha 7 - Rubi (Luz - Francisco Morato), continuam pegando os trens, enquanto os usuários das linhas 10 - Turquesa (de Rio Grande da Serra - Barra Funda) e 11 - Coral (Estudantes - Luz) foram direcionados - via Metrô - para a Estação Bras. 

 

As duas linhas, no entanto, estão com excesso de usuários, devido ao atraso no serviço decorrente da problemas gerados pela chuva.

 

Às 12h30, um desmoronamento interrompeu parte da linha 7 - Rubi, (Luz até Francisco Morato)na altura de Perus, na zona norte, o que prejudicou a prestação do serviço no sentido capital. Às 16h 20, um alagamento entre Caieiras e Franco da Rocha interrompeu o transporte e a EMTU, colocou em ação um serviço alternativo que disponibilizou 40 ônibus para levar os passageiros da estação de Caieiras até Francisco Morato e, assim, seguir no sentido capital.

 

As linhas do Metrô, segundo a assessoria do órgão, estão funcionando sem problemas. No entanto, devido a forte chuva em vários pontos da capital as composições estão operando com velocidade reduzida de 20%, em trechos de céu aberto - o que aumenta o intervalo de um trem para o outro.

 

Texto ampliado às 20h36 para acréscimo de informações.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.