Estação da CPTM é fechada após tumulto em Francisco Morato

Passageiros se revoltaram com paralisação dos trens e depredaram estação

29 Março 2012 | 13h07

São Paulo, 29 - A estação Francisco Morato da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM), na zona oeste de São Paulo, foi fechada no fim da manhã desta quinta-feira, 29, após tumulto entre os passageiros.

Por volta das 10h30, cerca de dois mil usuários revoltados com a paralisação da circulação dos trens da Linha 7-Rubi (Luz-Francisco Morato) começaram um tumulto na estação Francisco Morato e atearam fogo na estação. Catracas e câmeras de segurança foram quebradas e, para conter o tumulto, policiais usaram gás de efeito moral. Ao menos quatro viaturas da PM bloqueavam a entrada da estação.

O problema na linha 7-Rubi começou por volta das 7h, quando um defeito no sistema de alimentação elétrica dos trens na região da Estação Luz paralisou a circulação dos trens entre as estações Pirituba e Luz, segundo a CPTM.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.