Esqueleto humano vestido de Papai Noel vira caso de polícia

Esqueleto humano vestido de Papai Noel vira caso de polícia

Enfeite macabro foi colocado na frente de uma casa em Itu, no interior paulista; morador diz ter encontrado ossada no lixo

José Maria Tomazela, O Estado de S. Paulo

14 Dezembro 2014 | 20h15

SOROCABA - Um esqueleto humano vestindo roupas de Papai Noel virou caso de polícia neste domingo, 14, em Itu, região de Sorocaba, interior de São Paulo. O enfeite macabro foi colocado à frente de uma casa por um morador do bairro Parque Industrial, na zona sul da cidade. Ele ainda instalou luzinhas piscantes na caveira natalina. A caveira foi amarrada a uma palmeira, no jardim da residência.


Vizinhos se assustaram depois de confirmar que os ossos eram verdadeiros e avisaram a polícia. Um deles havia visto o morador montando o "Papai Noel" na noite de sábado, mas não imaginava que se tratava de um esqueleto humano. Ele contou que, na manhã deste domingo, sua mulher se aproximou do enfeite, acreditando que se tratava de um esqueleto de gesso. Ao constatar que era uma ossada de verdade, tomou um susto. Depois de confirmar que se tratava de uma ossada humana, o morador acionou a Polícia Militar.

Policiais militares verificaram que o esqueleto tinha os ossos interligados por pinos, o que indica que poderia pertencer a alguma instituição de pesquisa. Um técnico do Instituto de Criminalística da Polícia Civil foi ao local para examinar e recolher a ossada. O esqueleto será submetido a perícia para confirmar se são mesmo ossos humanos.

O autor da brincadeira - um homem que, segundo a PM, sofre de problemas mentais - foi ouvido e liberado. Ele afirmou ter encontrado a ossada numa caçamba de lixo e decidiu fazer a brincadeira. Se confirmar que a ossada é humana, a polícia tentará descobrir se alguma instituição fez o descarte ilegal da ossada ou se ela era produto de furto.

Mais conteúdo sobre:
Papai Noel Natal Itu Sorocaba

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.