NILTON FUKUDA/ESTADÃO
NILTON FUKUDA/ESTADÃO

ESPM recebe Temer e muda esquema de segurança

Convite a Temer foi feito há mais de um mês

Teo Cury, O Estado de S.Paulo

04 Maio 2018 | 02h07

BRASÍLIA - A  Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM) recebe nesta sexta-feira, 04, o presidente Michel Temer durante a apresentação do relatório “Riscos em Negócios Internacionais”, que mapeia os fatores de risco que impactam o processo de internacionalização de empresas. A publicação, desenvolvida por alunos e professores do curso de Relações Internacionais da ESPM, começou a ser produzida há um ano.

Diferente de que o Estado publicou, a instituição não proibiu manifestações de estudantes. Em nota, a ESPM informou apenas aos alunos que os "fluxos e rotinas" de alguns espaços seriam alterados por conta do protocolo da Presidência de República.

Às 10h45, Michel Temer participa da sessão de encerramento da apresentação do relatório “Riscos em Negócios Internacionais”, que mapeia os fatores de risco que impactam o processo de internacionalização de empresas. A publicação, desenvolvida por alunos e professores do curso de Relações Internacionais da ESPM, começou a ser produzida há um ano.

+ 'Não me incomodei minimamente', diz Temer sobre hostilidade no local do desabamento

A informação de que haveria restrições a  manifestações foi publicada na noite de quinta-feira, 03, no Facebook pelo Diretório Acadêmico Guerreiro Ramos ESPM. A atlética da faculdade também divulgou a nota oficial, mas excluiu em pouco menos de cinco horas, após dezenas de comentários criticando a publicação. 

+ Temer é hostilizado ao visitar escombros de prédio

Após a publicação da matéria, a ESPM entrou em contato com o Estado e informou que "em momento algum, a instituição restringe a liberdade de expressão de seus alunos ou de quem quer que seja".

O Estado apurou que, em um primeiro momento, os alunos da própria instituição não seriam avisados sobre o evento para evitar “maiores transtornos”. Depois, a instituição decidiu comunicar aos estudantes para que pudessem planejar sua ida à faculdade nesta sexta. A organização estima que 80 alunos participem do evento, além dos jornalistas credenciados.  

O convite a Temer foi feito há mais de um mês. Sem reposta oficial de sua equipe neste período, a organização do evento chegou a pensar que ele não participaria. Nesta semana, o cerimonial da Presidência da República entrou em contato com a instituição determinando os protocolos que deveriam ser seguidos para recepcionar a comitiva de Temer.

Para receber o presidente, entre outras coisas, a rua que dá acesso à faculdade terá de ser fechada pela Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) e a passagem que dá acesso ao auditório, isolada. Temer deverá conceder uma rápida coletiva após o final do evento.

+ Justiça determina que Universidade Metodista reintegre professores demitidos em massa

Leia a íntegra da nota:

"[NOTA OFICIAL ESPM]

Alunos e alunas,

Amanhã receberemos na ESPM o Presidente da República, cuja presença engrandece o trabalho desenvolvido por alunos e professores da RI, sobre o Risco de Negócios Internacionais.

Por se tratar da autoridade máxima do nosso país, alguns protocolos foram impostos pela segurança federal, os quais irão alterar fluxos e rotinas de alguns dos nossos espaços.

Assim, todos os alunos deverão estar portando suas carteirinhas de identificação ESPM, para acessar as dependências da Escola.

 

O fluxo de entrada de veículos ao estacionamento será alterado e, entre 10:30h e 12:30h, a entrada e saída de veículos serão feitas pela Rua Major Maragliano, (altura do nº 483). Após esse período, o fluxo será normalizado pela Rua Dr. Álvaro Alvim.   

 

Pedimos desculpas pelo transtorno e contamos com a sua compreensão. 

 

ESPM

PS: Nota escrita pela ESPM"

+ Nove universidades podem ter ‘curso contra golpe’

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.