Especialistas e usuários defendem uso do equipamento

Motoristas defendem radares visíveis e especialistas, invisíveis. Porém, todos concordam com a necessidade de tê-los para controlar os mais apressados. "O radar evita acidentes, mesmo que a pessoa acelere um pouco", afirmou o biomédico Márcio Pincinato, de 32 anos, antes de entrar na Rodovia Carvalho Pinto, rumo ao litoral.

Elvis Pereira, O Estado de S.Paulo

21 Março 2011 | 00h00

"Antes de nos preocupar com equipamentos, deveríamos nos preocupar com a velocidade", disse o presidente da Associação Brasileira de Monitoramento e Controle Eletrônico de Trânsito, Sérgio Médici.

O inglês Philip Gold, consultor em segurança de tráfego, é a favor da colocação de radares à mostra para os motoristas em estradas com curvas perigosas e longas descidas. "Essas deveriam ter radares visíveis, com toda sinalização possível."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.