Esculturas guardam histórias curiosas

"Minha relação com a Praça das Guianas é de amor e orgulho", diz o apresentador de TV Amaury Jr, cuja produtora fica na frente do local há 15 anos, nos Jardins, zona sul de São Paulo. "A praça estava semiabandonada. Fizemos um convênio (para conservação) e ela voltou a florescer."

Edison Veiga, O Estado de S.Paulo

10 de junho de 2011 | 00h00

Amaury Jr gosta das histórias de suas esculturas. Uma é do dramaturgo espanhol García Lorca, que teve execução dirigida pelo modernista Flávio de Carvalho. Em 1969, foi danificada por uma bomba. A outra, conhecida como Sulamita, despertou amores. "Todo dia, um sujeito contemplava aquela bela mulher nua. Um dia, derrubou o pedestal para amá-la em praça pública."

Praça das Guianas: Entre a Rua Canadá e a Avenida 9 de Julho, a área verde embeleza os Jardins

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.