Escultura pode ser origem do barroco no País

Imagem de santa achada em Itu indica que estilo se manifestou no Estado e depois foi para Minas

José Maria Tomazela, O Estado de S.Paulo

06 de novembro de 2010 | 00h00

Uma imagem de terracota representando Nossa Senhora da Conceição, descoberta em Itu, a 98 km de São Paulo, pode confirmar a tese de que a cidade paulista foi o berço do barroco sacrobrasileiro. A peça, com 40 cm e mais de 300 anos, proveniente de um oratório particular, foi doada à Secretaria da Cultura da cidade e era apresentada como se fosse do século 19. Camadas grosseiras de tinta escondiam os traços originais da escultura.

O pesquisador Marcelo Galvão de Souza Lima precisou raspar as camadas para encontrar a pintura original. Segundo ele, é muito provável que a escultura seja de Frei Agostinho de Jesus, monge da Ordem de São Bento, que teria mantido no Estado de São Paulo a primeira escola brasileira de arte sacra. Nascido no Rio, o religioso viveu em Itu e morreu em São Paulo, em 1661. Estudiosos acreditam que a obra do beneditino serviu de inspiração para o mestre do barroco mineiro, Antonio Francisco Lisboa, o Aleijadinho, que viveu mais de um século depois.

De acordo com o pesquisador, as várias pinturas desfiguraram a imagem, escondendo os chamados estilemas, características pessoais de cada artista. "Quando observei melhor, percebi que não era uma escultura comum", diz. Autorizado pela secretaria, ele fez a raspagem de um detalhe da peça, um dos anjinhos que acompanham Nossa Senhora, e chegou às características originais. Segundo ele, o autor usou o barro escuro da região, rico em matéria orgânica que, diferentemente do barro vermelho, rico em minerais, não exige um processo longo de queima. A matéria-prima é a mesma usada pelos índios para produzir material cerâmico.

Imagens produzidas em Itu nesse período foram levadas para igrejas de Minas Gerais. "Como lá havia ouro, as igrejas tinham recursos para importar imagens de outras regiões", explica Lima. Ele resgatou em Ouro Preto uma escultura em terracota de Nossa Senhora da Conceição também atribuída a Frei Agostinho. "É uma peça menor, mas com os mesmos estilemas."

A prefeitura de Itu pedirá o apoio do Museu Paulista para definir a idade da escultura. Lima crê que a obra tenha sido feita por volta de 1640. Ele pretende organizar exposição das esculturas de Frei Agostinho. "Elas mostram que o movimento barroco, trazido pelos religiosos portugueses, se manifestou inicialmente na região de Itu, Sorocaba e Santana de Parnaíba, tendo seu apogeu em Minas, no século 18."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.