Escolas do Ceará têm ITA como objetivo

Em dez anos, 305 alunos que passaram no tradicional vestibular de Engenharia fizeram a prova em Fortaleza; cidade foi campeã de aprovação

O Estado de S.Paulo

08 Dezembro 2013 | 02h03

Na terça-feira, ocorre o vestibular do Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), em São José dos Campos (SP), uma das mais disputadas escolas de Engenharia do País. Mas os resultados serão particularmente esperados em Fortaleza, no Ceará.

A quantidade de aprovados no vestibular paulista tornou-se o maior trunfo das escolas locais, que travam uma disputa acirrada pelos alunos. O resultado aparece nos números: nos últimos dez anos, 305 aprovados no ITA fizeram a prova em Fortaleza. A cidade foi campeã de aprovação no ano passado, com 43 dos 120 calouros - 30 deles naturais do Ceará.

Até o 8.º ano, o cearense Rajan Tupinambá, de 19 anos, tinha o sonho de ser médico. Mas os planos mudaram quando um primo começou a estudar para o ITA. Decidido a seguir o mesmo caminho, inscreveu-se no Colégio Militar de Fortaleza, reconhecido pela qualidade do ensino. Mas, no 3.º ano do ensino médio, ganhou uma bolsa do Farias Brito, uma das mais tradicionais escolas particulares da capital cearense, e acabou se tornando um dos 19 alunos da instituição aprovados no vestibular 2013 do ITA.

"Hoje temos uma competição forte entre quatro ou cinco escolas da cidade, tanto que a preparação já está começando no 9.º ano do fundamental", comenta Nazareno Oliveira, diretor do Colégio Master e um dos fundadores do GEO Studio, escola pioneira na preparação dos alunos para o ITA.

Além de turmas específicas voltadas para esse vestibular, as escolas utilizam outros artifícios para aumentar os índices de aprovação: têm "olheiros" em busca de bons alunos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.