Escolas de SP apontam os destaques que levarão à avenida

Carnavalescos dão dicas ao público que vai assistir a partir de hoje aos desfiles da capital

Adriana Carranca e Mônica Cardoso , O Estado de S.Paulo

20 Fevereiro 2009 | 06h30

É tanta informação, tanto brilho e colorido que o público se perde. A pedido do Estado, os carnavalescos das 14 escolas de samba de São Paulo apontaram o que há de melhor na preparação de cada desfile. É para onde as 120 mil pessoas esperadas no sambódromo do Anhembi devem desviar sua atenção nas duas madrugadas de folia.  Veja também: Galeria - Fotos com a preparação no Anhembi Galeria - Fotos com a preparação na Sapucaí  TV Estadão - Escolas se preparam para entrar na avenida  Blog: dicas para quem quer curtir e para quem quer fugir da foliaEspecial: mapa das escolas e os sambas do Rio e de SP    VAI-VAIA Vai-Vai promete trazer Ney Matogrosso e Elke Maravilha. O tema da escola é saúde. "A superação do ser humano de manter corpo e mente saudáveis mostra muito da Vai-Vai, uma comunidade que venceu 13 campeonatos e se supera a cada ano", diz o carnavalesco Chico Spinosa, que ainda pede atenção à comissão de frente. "Pedir a um carnavalesco que aponte um destaque da escola é como pedir a um pai que diga de que filho gosta mais."NENÊ DE VILA MATILDENa Nenê de Vila Matilde, a estrela é o próprio Nenê, fundador da agremiação, que aos 87 anos entrará na avenida pela 60ª vez. "Samba aí que eu quero ver você sambar / Vem comigo festejar/ Alô! Você que todo ano me espera/ Sessenta anos/ Sou Nenê com a galera", repete o samba-enredo. "É uma vida de muitos enredos e muitos carnavais", diz o carnavalesco Betinho, de 52 anos, filho de Nenê. UNIDOS DA VILA MARIAA Unidos da Vila Maria também aposta no samba-enredo para levantar o público no sambódromo do Anhembi. A letra da música é uma grande diferencial da escola neste ano. Os 5 mil foliões vão cantar o refrão assim: "Sonho é alucinação/ Faz a diferença social / Mito, história e realidade/ Na Vila Maria virou carnaval."TOM MAIORNa Tom Maior, que homenageia os 70 anos de Martinho da Vila e Angola, país da África, o destaque vai para a bateria, comandada pelo mestre Carlão. Ele levará dois instrumentos afros para a avenida.MOCIDADE ALEGREO samba-enredo da Mocidade Alegre é sobre o coração como fonte de vida e de sentimentos. A fantasia da ala 11 terá homens de lata, personagem de O Mágico de Oz que sonhava em ter um coração. Os 33 componentes farão uma encenação da peça.MANCHA VERDEA Mancha Verde também traz uma encenação, mas de A Paixão de Cristo, que ocorre em Nova Jerusalém, Pernambuco, tema da escola. Bonecos de Olinda, com oito metros de altura, prometem atrair a atenção do público.ACADÊMICOS DO TUCURUVIA agremiação investiu na comissão de frente, com 15 acrobatas. Para acompanhar o samba enredo, a história de Ouro Preto, o carnavalesco Fábio Borges abusou de anjos barrocos. "São milhares, todos pintados à mão", diz.PÉROLA NEGRAA escola economizou na matéria-prima criando um desfile "vegetariano", sem penas nem plumas de animais. O tema da escola é a Índia, país onde a vaca é sagrada. X-9 PAULISTANAA ideia é fazer um deboche da cultura de massa americana, segundo o carnavalesco Paulo Führo de Andrade. Um grande palhaço de uma rede mundial de fast food finge comer crianças e a cantora Madonna será personificada por um travesti.ROSAS DE OUROA escola vai homenagear quem trabalha nos bastidores do carnaval, com o carro alegórico Operários da Ilusão, com 60 serralheiros, pintores, costureiras e marceneiros em um salão de baile.UNIDOS DO PERUCHEÉ também um carro alegórico o destaque da Unidos do Peruche, que trará cem crianças e sobre o qual dançarão o mestre-sala e a porta-bandeira mirim. O tema deste ano é a natureza.GAVIÕES DA FIELA aposta da Gaviões da Fiel são os carros alegóricos articulados com grande quantidade de movimentos, como conta o carnavalesco Zilkson Reis. O carro abre-alas traz uma grande escultura do deus egípcio Orus, que tem corpo humano e cabeça de ave - as asas são turbinas de avião.IMPÉRIO DE CASA VERDEA escola traz o maior carro alegórico do carnaval paulistano, com 105 metros, em formato de bolo, de onde devem sair mais de 300 componentes. A escola quer entrar para o Guinness Book.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.