Erro leva nome a SPC

Em 1.º/2, solicitei o encerramento da conta corrente pessoa física que eu mantinha na Nossa Caixa, mas continuei com a conta pessoa jurídica. Fui instruída a liquidar os débitos existentes e, para ter valor o encerramento, fui orientada a "zerar" a conta. Fiz tudo isso e recebi um documento do banco informando sobre o encerramento dessa conta. Mas, em 23/4, fui às Lojas Pernambucanas, de Indaiatuba, e não pude fazer minhas compras porque me informaram que meu nome estava inscrito no SPC e, para maiores informações, eu deveria procurar a Junta Comercial. Lá descobri que há um débito, de 24/11/2009, no valor de R$ 316,83. Incrível, esse é o mesmo valor que eu saldei quando encerrei a conta! Estive no banco, em 4/5, e o gerente não soube dizer de quem é a culpa nem quem tem autoridade para retirar meu nome desse órgão de proteção ao crédito. Ele disse que ainda não deram baixa à solicitação que foi feita. Irei enviar essa queixa ao Procon, pois não acho justo não ter algum ressarcimento por danos morais.

, O Estado de S.Paulo

18 de maio de 2010 | 00h00

NAZIRA NASSAR DA SILVA / INDAIATUBA

O Banco Nossa Caixa responde que lamenta o transtorno ocorrido e informa que, nesta data, não consta apontamento nos órgãos de proteção ao crédito, referente à instituição, em nome da sra. Nazira. Esclarece que a situação está regularizada e que a cliente compareceu na agência Angélica em 12/5, ocasião em que o gerente de sua conta lhe prestou os devidos esclarecimentos.

A leitora diz: Estive na agência no dia 12/5 retirando as cópias de extratos bancários para ingressar no Tribunal de Pequenas Causas por danos morais.

SPTRANS

Problemas de organização

Fui a um posto de vendas de créditos do Bilhete Único para recarregar meu cartão, mas não foi possível, pois já tinha créditos. Porém, ao passar pela catraca, fui barrado. Voltei ao posto e fui orientado a procurar uma loja da SPTrans. Fui à loja da Rua Augusta e, apesar dos avisos afixados nos 3 guichês, não é possível saber qual é a operação que cada um realiza. Se não é aquela que necessitamos,

somos direcionados a um outro, com outra fila, onde todos ficam sentados, de forma desorganizada. Aguardava a minha vez, quando um rapaz que

acabara de chegar se aproximou do guichê para perguntar algo e foi atendido! Reclamei

e a atendente disse que não tem como saber se a pessoa que se aproxima é ou não a próxima. Por que a SPTrans não melhora o atendimento com senhas eletrônicas, fazendo triagem na fila? Além disso, o sistema vive "caindo".

MÁRCIO GALLACCI PEREIRA

/ SÃO PAULO

Marco Siqueira, da Assessoria de Comunicação Social da SPTrans, informa que os funcionários do posto foram reorientamos a melhorar os serviços. Os 3 grupos de cadeiras são para que os cidadãos aguardem o serviço com conforto e estão colocados de forma a ficar em frente aos serviços oferecidos, porém alguns usuários optam por aguardar em pé, o que pode ter passado a ideia de desorganização. Diz que o sistema opera dentro da normalidade, mas durante o atendimento do sr. Pereira houve um problema de interrupção.

O leitor contesta: Ao contrário do que diz a SPTrans, a desorganização é tão flagrante que não se sabe pelo que se está aguardando. Na prática, a fila é uma bela confusão. É difícil acreditar que estão "trabalhando para melhorar o atendimento". É incompreensível que a empresa não tome atitudes simples como sinalizar melhor os guichês e adotar o sistema de senhas.

VAGAS ESPECIAIS

Benefício a idosos

Descobri que há vagas destinadas aos idosos e deficientes na Zona Azul. Mas o cartão não é o do talão comum, que se compra em bancas de jornais. As autoridades deveriam divulgar onde eles são encontrados.

FRANCISCO BRAGA / SÃO PAULO

A CET esclarece que o Cartão

Idoso é uma autorização especial para o estacionamento de veículos conduzidos por idosos, ou por aqueles que os transportem,em vagas especiais sinalizadas. Diz que, em áreas de estacionamento rotativo pago, além do Cartão Idoso, deve-se usar o Cartão Zona Azul. O Cartão DeFis-DSV é uma autorização especial, gratuita, para o estacionamento de carros na rua e na Zona Azul, em vagas especiais demarcadas com o símbolo internacional de acesso. Acrescenta que os benefícios foram divulgados na imprensa e há informações no site: www.prefeitura.sp.gov.br/cidade/secretarias/transportes/.

O leitor diz: O modus operandi para retirar o cartão é complicado e não vejo vantagem em usá-lo se terei, de qualquer forma, de utilizar o cartão da Zona Azul.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.