Era considerado uma avis rara no meio publicitário

Assim como seu pai, Júlio, sócio proprietário da agência Talent, o publicitário Rubens César Ribeiro era considerado uma avis rara no meio do celeiro de pavões que constitui o mercado publicitário.

Paulo Sampaio, O Estado de S.Paulo

20 de agosto de 2011 | 00h00

"Ao contrário de profissionais de outras agências, que batem o bumbo para si mesmos o tempo todo, o Júlio e os filhos sempre foram muito discretos. Há pessoas que trabalham na agência há anos e nunca viram, por exemplo, a mulher dele", afirma um profissional da área que preferiu não se identificar.

Rubens era o filho do meio dos três de Júlio Ribeiro - dois homens e uma mulher. Casado, dois filhos adolescentes, ele trabalhou na Talent, fundada em 1980, até 2006.

No ano passado, ele vendeu 60% da agência para a francesa Publicis. Seu pai permanece presidente da Talent e mantém a sociedade com os empresários Antônio Lino Pinto e José Eustáquio.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.