Entulho do São Vito será usado em recapeamento

A Prefeitura de São Paulo vai usar restos de concreto da demolição do Edifício São Vito para produzir asfalto e pavimentar oito ruas da cidade. O projeto começa em ruas pequenas, cobrindo 2,6 km de vias nos bairros do Butantã, Brasilândia e Jardim Romano. A previsão é que as obras de recapeamento "ecológico" comecem na segunda metade do mês. O investimento inicial é de R$ 2 milhões.

Nataly Costa, O Estado de S.Paulo

02 Dezembro 2010 | 00h00

Para o meio ambiente, o benefício é a reutilização de entulhos que teriam como destino final os aterros sanitários. Para a Prefeitura, a vantagem é uma economia de cerca de 40% nos custos de produção do asfalto.

Os restos de material serão usados principalmente na sub-base do asfalto. É feita uma triagem inicial, depois uma trituração, e os pedregulhos são então misturados a uma massa asfáltica mais homogênea. Depois, é aplicada outra camada de 10 a 15 cm de asfalto normal, e uma última, com cerca de 5 cm de espessura. É a primeira vez que a técnica é usada em São Paulo. Só o São Vito deve produzir material suficiente para ser usado em 30 km de pavimentação.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.