Entre ensaios e partituras, um olhar na cidade

Rafael Sanz, espanhol, diretor da Banda Municipal de Bilbao

ANA BIZZOTTO, O Estado de S.Paulo

20 de junho de 2010 | 00h00

O maestro espanhol Rafael Sanz-Espert, diretor da Banda Municipal de Música de Bilbao, veio ao Brasil para reger hoje, às 11 horas, a Banda Sinfônica do Estado de São Paulo no Teatro São Pedro, na Barra Funda, zona oeste. Principal regente convidado da Orquestra Sinfônica Nacional do Paraguai, visitou São Paulo pela primeira vez em 2003.

Desde então, retornou algumas vezes, mas, entre o descanso no hotel e o estudo de partituras e ensaios, sobra pouco tempo para conhecer a metrópole. "É como a seleção de futebol que fica na concentração", brinca. "Gostaria muito de ter tempo para desfrutar da cidade."

Jardins. As áreas verdes chamaram a atenção de Sanz-Espert. "A vegetação da cidade é incrível, os jardins são muito bonitos."

Comida. Um dos programas preferidos do maestro, que vem sempre acompanhado da mulher, também regente, é ir a restaurantes e ao bairro da Liberdade. "Viemos de um lugar onde a gastronomia é uma arte. E reconhecemos que aqui também as pessoas prezam a boa gastronomia."

Música. Sanz-Espert considera a cidade um polo cultural e admira o profissionalismo de seus músicos. "Eles são valorizados lá fora. Falta as pessoas daqui perceberem que têm uma banda (sinfônica) impressionante."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.