Entidade critica política de vistos para haitianos

As políticas migratórias estabelecidas pelo governo brasileiro podem tornar os imigrantes haitianos vulneráveis a violações e abusos de direitos humanos. O alerta é feito pela Organização Internacional de Migrações (OIM), principal entidade mundial que se ocupa dos fluxos migratórios. Para a organização, a política adotada pelo Brasil de dar vistos humanitários aos haitianos apresenta limitações.

JAMIL CHADE / GENEBRA, O Estado de S.Paulo

24 Abril 2013 | 02h05

A organização teme que os mecanismos estabelecidos pelo governo brasileiro para receber legalmente os haitianos podem não ser suficientes, diante da demanda que continua crescendo e do fluxo migratório.

Com sede em Genebra, na Suíça, a OIM revelou que foi contratada pelo governo brasileiro para realizar um levantamento da situação migratória dos haitianos no Brasil, justamente para avaliar a situação e orientar sobre possíveis medidas a serem tomadas.

Dois pontos serão tratados no estudo: o primeiro é sobre a integração dos haitianos na sociedade e na economia brasileiras. O outro é a rota para chegar ao Brasil, além dos riscos e desafios no caminho. Essa segunda parte avaliará não apenas a situação no Brasil, mas as condições em países de trânsito, como Bolívia, Equador e Peru.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.