Reuters
Reuters

Enquete: o que você leva em conta ao optar entre Uber e táxi?

Novas regras de bandeirada entram em vigor, mas não devem levar a maior competitividade com os aplicativos de transporte de passageiros

O Estado de S. Paulo

24 Agosto 2016 | 03h00

SÃO PAULO - As novas regras de bandeirada de táxis em São Paulo que entram em vigor nesta quarta-feira, 24, dividiram os taxistas da capital e não devem garantir uma maior competitividade da categoria com os aplicativos de transporte de passageiros como o Uber, regulamentados há três meses pela gestão Fernando Haddad (PT).

Três mudanças valem a partir desta quarta. As tarifas para táxis comum, especial (vermelho e branco), luxo e preto passam a ser a mesma: R$ 4,50 de bandeirada e R$ 2,75 por quilômetro rodado; a tarifa extra de 50% para viagens a outros municípios deixa de existir; e a cobrança de bandeira 2, que consiste em aumento de 30% no valor do km rodado entre 20 horas e 6 horas, passa a ser opcional.

O Estado quer saber o que te leva a optar pelo Uber ou pelo táxi. Opine abaixo:

 

Mais conteúdo sobre:
São PauloUberFernando HaddadPT

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.