Engenheiro morre eletrocutado em canteiro de obras do Metrô

Funcionário escorregou e caiu sobre uma barra de ferro energizada, recebendo uma descarga de 4 mil volts

Bruno Lupion, do estadão.com.br,

01 Fevereiro 2011 | 04h53

SÃO PAULO - O engenheiro Ricardo Gomes Martins, de 48 anos, morreu eletrocutado, por volta da 0h30 desta terça-feira, 1, no canteiro de obras da futura estação Fradique Coutinho, da Linha 4 (Amarela), do Metrô, na esquina da rua dos Pinheiros com a rua Teçaindá, em Pinheiros, zona oeste de São Paulo.

Ricardo trabalhava para uma empresa que presta serviços de manutenção para a Alstom, empresa pertencente ao Consórcio Via Amarela - responsável pela construção da Linha Amarela. Segundo o que foi informado à polícia, o engenheiro escorregou e caiu sobre uma barra de ferro energizada, recebendo uma descarga de 4 mil volts. O engenheiro morreu no local.

O delegado do 14º Distrito Policial, de Pinheiros, Mauro José Artur, acompanhou o trabalho da perícia no local do acidente, registrou a ocorrência e abrirá um inquérito que vai apurar o ocorrido no canteiro de obras.

 

Atualizado às 5h37 para acréscimo de informação

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.