Engarrafamento de São Paulo cai 17% no horário de pico das 19h

CET atribui a melhora às novas pistas da Marginal do Tietê, ao Trecho Sul do Rodoanel e ao aumento das restrições a veículos

Felipe Frazão, O Estado de S.Paulo

07 de setembro de 2011 | 00h00

Em 2010, houve redução de 17% no índice de congestionamento da capital paulista, às 19 horas, horário de pico da noite, segundo a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET). A média de lentidão nesse horário caiu de 131 km em 2009 para 108 km.

A CET diz que um dos motivos para a redução nos índices de lentidão foi a entrega da Nova Marginal do Tietê. Outras medidas que contribuíram para a queda foram a inauguração do Trecho Sul do Rodoanel, em março de 2010, e as restrições à circulação de ônibus fretados e caminhões dentro do centro expandido da capital.

Os caminhoneiros têm de obedecer o rodízio das placas em São Paulo desde 2009. Eles também estão barrados na Marginal do Pinheiros e nas Avenidas dos Bandeirantes, Afonso D"Escragnolle e Jornalista Roberto Marinho e em partes do Morumbi, desde setembro.

Velocímetro. A velocidade média do trânsito em São Paulo também aumentou na comparação entre 2009 e 2010. Nas vias de trânsito rápido, a velocidade passou de 36 km/h para 39 km/h no horário de rodízio municipal matutino (das 7h às 10h) e de 14 km/h para 20 km/h, no noturno (das 17h às 20h). Nas vias arteriais, a velocidade média ganhou 2 km/h: de 24 km/h para 26 km/h pela manhã; foram, porém, mantidos os mesmos 16 km/h no segundo rodízio do dia.

Mas nem todas as vias estão mais rápidas: o corredor formado pela Rua da Consolação e Avenidas Rebouças e Eusébio Matoso, por exemplo, está 1 km/h mais lento na hora do rodízio. A velocidade média no ano passado ficou em 18 km/h. Na primeira hora após a liberação (entre 10 e 11 horas), a desaceleração é ainda maior: 15,4 km/h.

13 anos de rodízio. Apesar de o rodízio municipal ter tirado veículos da região central, o tráfego aumentou nas demais áreas da cidade desde que a proibição à circulação passou a vigorar, há 13 anos. Segundo o estudo da CET, no comparativo com resultados anteriores desde 1998, o número de veículos que trafegam pelo centro expandido caiu 5% durante a manhã e 8% à tarde.

Já na área externa ao minianel viário (onde não há rodízio), incluindo Santana, na zona norte; Morumbi, na zona sul; e Tatuapé, na zona leste, o volume veicular médio por hora de pico no ano passado era 15% maior do que em 1998 pela manhã e 18% mais alto, à tarde. / COLABOROU CAIO DO VALLE

Olavo Fontoura a 60 km/h

A CET uniformiza hoje a velocidade em 16 vias das zonas oeste e norte da capital. A mudança principal é na Avenida Olavo Fontoura, onde a velocidade cai de 70 km/h para 60 km/h.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.