Enfermeira é indiciada por morte de cachorra

A Polícia Civil de Goiás indiciou a enfermeira Camila Corrêa Alves de Moura Araújo dos Santos, de 22 anos, por espancar até a morte uma cachorra da raça Yorkshire em Formosa, no entorno do Distrito Federal, em dezembro. Ela foi indiciada por maus-tratos praticados contra o animal e constrangimento de menor, por expor a filha ao espancamento da cadela. As cenas do crime foram gravadas por um vizinho e divulgadas na internet. Em depoimento, Camila disse ter dado "palmadas" na cachorra.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.