Empresas afirmam que seguem a legislação do setor

A Submarino Viagens disse que não reembolsa tarifas promocionais, já que esta ação "está em linha com a legislação da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac)". Sobre a taxa de cancelamento, falou que é para "manter o seu quadro de serviço de agenciamento". Em relação ao longo tempo para reembolso, a Submarino explicou que a demora é culpa das empresas aéreas. A Viajanet disse que as taxas referem-se ao serviço de atendimento ao cliente, "que precisa de apoio para remarcar ou cancelar a viagem". A Decolar.com disse que "os valores de cada caso de alteração são informados aos consumidores".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.