Empresários suspeitos de revender carros adulterados são presos em Bragança Paulista

Segundo a polícia, trio comprava os veículos para abastecer o mercado de outros estados

Ricardo Valota, do estadão.com.br,

20 Abril 2012 | 00h27

SÃO PAULO - Agentes do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic) prenderam, na tarde desta quinta-feira, 19, em Bragança Paulista, interior do Estado, os empresários Adriano Nunes Mattos, Carlos Alberto Pereira Catalano e Jonas dos Santos Neto, que atuam no ramo de combustíveis, churrascaria e estacionamento, mas, segundo a Polícia Civil, também estariam envolvidos em um esquema interestadual de compra e revenda de carros adulterados.

 

O principal mercado do trio estava em Minas Gerais. Um Hyundai i30, um Volkswagen Golf e uma Nissan Frontier, cujo valor total chega a R$ 230 mil, estavam estacionados no posto de Mattos, na Avenida Dom Pedro, no bairro Taboão, em Bragança. O i30 apresentava queixa de roubo, ocorrido em agosto de 2011 no Tatuapé, zona leste da capital. Já Frontier foi roubada em janeiro, na Vila Alpina, e o Golf, em março, em São Miguel Paulista, também da zona leste.

 

Segundo a polícia o bando era investigado desde janeiro. Os veículos, depois de roubados, recebiam nova numeração e novos documentos, para abastecer o mercado de outros estados, principalmente o de Minas Gerais. O trio é suspeito de negociar pelo menos 70 veículos de procedência ilícita.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.