Empresário recorre da decretação de prisão

MERENDA

, O Estado de S.Paulo

26 de setembro de 2010 | 00h00

A defesa do empresário Eloízo Gomes Afonso Durães entrou na Justiça com um pedido de liberdade para o dono da maior empresa de merenda do País, a SP Alimentação. Investigado por causa da máfia da merenda, acusada de fraudes milionárias em licitações e contra o fisco, Durães teve a prisão decretada sob a acusação de subornar dois vereadores de Limeira (SP) para impedir a abertura da CPI sobre o contrato de R$ 56 milhões de sua empresa com a prefeitura da cidade. "A prisão é arbitrária", diz a advogada Elizabeth Queijo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.