SD PM Ramos/Corpo de Bombeiros/Divulgação
SD PM Ramos/Corpo de Bombeiros/Divulgação

Empresário envolvido em acidente com mortes na rodovia dos Imigrantes ganha liberdade

Segundo a Secretaria da Administração Penitenciária, habeas corpus revogou a prisão preventiva de André Veloso Micheletti

Renata Okumura, O Estado de S.Paulo

22 Fevereiro 2018 | 12h43

SÃO PAULO - O empresário André Veloso Micheletti, que teve a prisão preventiva decretada pela Justiça em 10 de janeiro, após se envolver em um acidente na rodovia dos Imigrantes, em São Bernardo do Campo, na Grande São Paulo, que terminou com dois mortos e seis feridos, ganhou liberdade nesta quinta-feira, 22.

Segundo a Secretaria da Administração Penitenciária, por volta das 10h30, o preso, que se encontrava na Penitenciária II "Dr. José Augusto César Salgado" de Tremembé, foi posto em liberdade por cumprimento do Alvará de Soltura em virtude de Habeas Corpus que revogou a prisão preventiva.

Na época em que foi determinada a prisão preventiva, o Judiciário entendeu haver indícios de que Micheletti disputava um racha no momento do acidente e agiu de forma imprudente ao conduzir em alta velocidade, o que teria contribuído para a batida. 

A polícia de São Paulo também investigou a participação de um policial civil no suposto racha que causou o acidente com dois mortos e seis feridos na rodovia dos Imigrantes. Investigador do 6º DP (Cambuci) da capital, o policial de 46 anos admitiu em depoimento que dirigia o veículo de luxo na Imigrantes, mas negou que tenha disputado um racha com o Mercedes Benz, dirigido por André Veloso Micheletti, que acabou batendo em uma Ecosport e matando duas mulheres.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.