Empresário é libertado após 23 dias de cativeiro em Vinhedo-SP

Cinco homens e três mulheres foram presos pelos policiais

estadão.com.br,

30 de maio de 2010 | 01h13

Agentes da Delegacia Antissequestro (Deas) de Campinas, interior do estado, libertaram, na tarde deste sábado, 29, um empresário de 52 anos, que atua no ramo de cultivo de laranjas, mantido refém por 23 dias num cativeiro instalado num condomínio de chácaras em Vinhedo, na mesma região. Cinco homens e três mulheres foram presos pelos policiais, que primeiro chegaram ao líder do bando, Carlos Alberto dos Santos, o "Beto Cabaço", detido no bairro de Santa Mônica, periferia de Campinas, por volta das 10h30.

 

Os demais integrantes da quadrilha, entre eles Heberton Souza Oliveira, o "Cuca, caseiro da chácara, foram presos horas depois na chácara. Um revólver calibre 38, quatro celulares, um radiocomunicador e um Gol, em nome de Cuca, foram apreendidos. O empresário, que não foi agredido pelos criminosos e saiu ileso do cativeiro, foi sequestrado no último dia 6, quando retornava para Alphaville, bairro de Barueri, onde mora, na Grande São Paulo. Na ocasião, dois homens renderam a vítima em um retorno existente na Rodovia Adhemar de Barros.

Tudo o que sabemos sobre:
sequestrocativeiroVinhedo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.