Empresário cria valet para bicicleta em São Paulo

Além de incentivar bares e restaurantes a criarem chamarizes para frequentadores de bicicleta, o empresário Eduardo Grigoletto também quer fazer com que os valets dos grandes eventos de São Paulo não sejam exclusivos para carros.

O Estado de S.Paulo

17 de fevereiro de 2013 | 02h07

Sua empresa, a Ciclomídia, também oferece valets para bicicleta. Para ele, organizadores de atrações como shows e feiras deveriam incentivar o uso de bicicletas como meio de transporte para os seus frequentadores.

"Isso ajudaria a evitar uma parte dos congestionamentos e os flanelinhas. O ideal é que as pessoas que não quisessem passar por isso tivessem a opção de ir de bicicleta e deixá-la bem guardada."

O serviço também guarda apetrechos como capacetes e garrafas. Uma tenda é montada no estacionamento para que bicicletas e demais aparatos fiquem guardados enquanto a pessoa assiste ao show ou participa da feira. Antes de entrar, o ciclista preenche um cadastro e recebe uma ficha de controle.

Um dos locais que já lançaram mão do bike valet, segundo Grigoletto, foi a Casa das Rosas, na Avenida Paulista. / C.V.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.