Empresária foi 4 vezes à Justiça contra plano

A empresária Maria Laize Marmo, de 62 anos, tem câncer há 22 anos e nos últimos sete precisou recorrer à Justiça quatro vezes para que seu plano de saúde autorizasse a realização de exames de alta complexidade - como o PET-Scan, um dos mais modernos exames de imagem indicados para controle da evolução da doença.

O Estado de S.Paulo

24 Abril 2013 | 02h00

Maria Laize, que paga cerca de R$ 1.800 de mensalidade, diz que as dificuldades com o plano surgiram depois que ela descobriu metástases, o que tornou o tratamento mais oneroso.

"O médico pedia o PET-Scan e medicamentos mais modernos, como uma quimioterapia oral para ser feita em casa, mas o plano sistematicamente negava. Agora, quando o médico pede o PET-Scan, já entro com pedido de liminar para acelerar o processo", diz. / F.B.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.