Empresa oferece braço mecânico

A forma como David Santos de Sousa perdeu seu braço trouxe ao operador de rapel muitos simpatizantes. Segundo Cícero Flávio Souza, cunhado de David, uma empresa que lida com membros mecânicos entrou em contato com a família oferecendo uma prótese ao operador de rapel, mas ainda não conseguiu conversar com a mãe, Antônia. Ela passou mal na tarde de ontem, após visitar o filho no hospital. Sua pressão está alterada por cansaço e estresse emocional, segundo a família.

O Estado de S.Paulo

13 Março 2013 | 10h18

No Facebook, uma página chamada "Um braço mecânico para o ciclista atropelado na Paulista" tinha quase 5 mil apoiadores até as 21h de ontem. Ana Paula Lima, uma das administradoras, afirma que o objetivo é dar suporte para a família de David naquilo que "eles precisarem".

Apesar de os internautas discutirem formas de obter apoio jurídico, os próprios familiares já entraram em contato ontem com o advogado criminal Ademar Gomes, que analisa o caso e ainda não deu nenhuma resposta definitiva sobre se irá defendê-los. "Pagar um advogado é complicado e, por isso, fizemos um convite para ele", afirma Cícero Flávio Souza. /A.C.F. e C.V.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.