Empresa jogava entulho próximo a área de preservação

Caminhões despejavam restos de terraplenagem nas imediações de APA na zona leste de São Paulo

Ricardo Valota, da Central de Notícias,

14 de outubro de 2009 | 03h57

Uma área de aproximadamente 3 mil metros quadrados de Mata Atlântica, no entorno da Área de Preservação Ambiental (APA) do Iguatemi, em Cidade Tiradentes, no extremo leste da capital paulista, já foi destruída por empresas que despejam entulho, principalmente resíduos de construção civil.

 

No final da tarde desta terça-feira, 13, durante patrulhamento pelos conjuntos habitacionais do Carmo (Guaianazes A e B), guardas ambientes da Guarda Civil Metropolitana (GCM) de Itaquera flagraram três veículos - dois caminhões e um trator de esteira - descarregando entulho na área de preservação.

 

Três funcionários de uma empresa de terraplenagem de São Caetano do Sul, dona dos veículos, foram detidos em flagrante e encaminhados à Divisão de Crimes Ambientais do Departamento de Polícia de Proteção à Cidadania (DPPC), localizada na Avenida São João, centro de São Paulo. Após registro do boletim de ocorrência, eles foram liberados, mas responderão por danos ao meio ambiente.

 

Segundo os guardas responsáveis pelo flagrante, no local há toneladas de entulho que literalmente cobriram uma enorme área. "As árvores nem chegavam a ser retiradas do local , simplesmente foram aterradas pelo entulho. Não fazemos ideia ainda desde quando isso vem ocorrendo por aqui. Até nas ruas próximas há muito entulho", afirmou o guarda civil Francisco José.

Tudo o que sabemos sobre:
APA Iguatemientulho

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.