Empresa derruba sua própria sede para fazer complexo

Camargo Corrêa vai demolir prédio que abriga os próprios escritórios para erguer torres comerciais

O Estado de S.Paulo

09 de dezembro de 2012 | 02h02

Um megaempreendimento tão moderno quanto o Ca'd'Oro São Paulo será o complexo corporativo em construção pela Camargo Corrêa Desenvolvimento Imobiliário (CCDI) na Vila Olímpia, zona sul da capital.

Erguido no terreno onde fica a própria sede da empresa, o "Projeto JK", como é chamado, terá duas torres comerciais, a serem construídas no cruzamento da Rua Funchal com a Avenida Juscelino Kubitschek, bem na frente do Shopping JK Iguatemi.

Para viabilizá-lo, a Camargo Corrêa decidiu derrubar o edifício que abrigava seus escritórios. Todos os funcionários já foram remanejados para outros endereços.

Segundo a equipe de engenharia da empresa, todo o material derivado da demolição está em processo de separação. A expectativa é de que mais de 95% dos resíduos sejam encaminhados para reciclagem. A CCDI afirma considerar a medida uma solução sustentável para reduzir o volume de material que seria destinado a aterros sanitários.

Canteiro. O megaempreendimento ainda não foi oficialmente lançado pela incorporadora. Mas quem passa pela região já dominada por prédios comerciais percebe a movimentação de máquinas, operários e guindastes que podem ser vistos do outro lado da Marginal do Pinheiros, de dia ou à noite. Dos prédios localizados ao redor do canteiro de obras, o buraco cavado no terreno impressiona. Ao lado dele, o prédio todo espelhado está com os dias contados.

A demolição foi autorizada pela Prefeitura, que exige uma extensa documentação para emitir o alvará. O responsável deverá arcar com o custo do serviço. / A.F. e T.Q.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.