Empresa de dedetização é acusada de fraude

Uma empresa de dedetização do Belém, na zona leste de São Paulo, está sendo investigada por extorsão e crime contra o consumidor. Segundo a polícia, os clientes contratavam a firma para exterminar formigas, mas os funcionários espalhavam pó de cupim no chão e diziam que a casa estava condenada. Investigadores estiveram no estabelecimento e uma das proprietárias foi detida por desacatar os policiais. O marido dela também foi preso, já que teria agredido uma testemunha que presenciou a visita da polícia.

O Estado de S.Paulo

06 Outubro 2012 | 03h05

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.