Empreiteiro apontado como chefe de grupo de ataque a caixas é preso em SP

Policiais apreenderam veículos, arma, dinheiro manchado e objetos utilizados em arrombamentos

Ricardo Valota, O Estado de S.Paulo,

30 de novembro de 2012 | 00h58

SÃO PAULO - Investigadores da 1ª Delegacia de Crimes contra o Patrimônio, do Departamento Estadual de Investigações (DEIC), acreditam terem detido, nesta quinta-feira, 29, na região de São Mateus, na zona leste de São Paulo, um empreiteiro que, segundo eles, seria "um dos líderes de uma quadrilha especializada em arrombamento de caixas eletrônicos".

 

Marcelo Coelho Nardoni, de 29 anos, de acordo com os investigadores, também estaria envolvido em roubos de motos. A prisão ocorreu em uma residência na Rua Ribeiro Duarte, na qual os policiais encontraram explosivos, detonadores, cilindros de acetileno e equipamentos utilizados para cortar as máquinas de autoatendimento, além de uma pistola calibre 9mm, de uso restrito às Forças Armadas, e munições.

 

No local também havia R$ 7.950,00. As notas estavam manchadas com uma tinta similar à do dispositivo de segurança instalado nos caixas e acionado em caso de arrombamento do cofre. Ao entrarem na casa, os policiais, que investigavam Nardoni havia cerca de 20 dias, encontraram também oito veículos: quatro motos parcialmente desmontadas, um Fiat Idea, um Mitsubishi ASX, uma moto Yamaha XT 660R e uma moto Burgman. Os policiais acreditam que estes veículos foram utilizados nos ataques aos caixas.

 

Segundo o delegado José Antônio do Nascimento, o empreiteiro, autuado em flagrante, ainda não tinha passagem pela polícia. "Mas pelo tipo de material apreendido e dos levantamentos sobre os crimes que participou, ele não tem nada de primário", disse o delegado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.