Rene Moreira/Estadão
Rene Moreira/Estadão

Embarcação que faz a travessia entre Santos e Guarujá é destruída por lancha

Catraia, como é chamada, transportava 7 passageiros que foram resgatados antes que afundasse

Rene Moreira, especial para O Estado

04 de abril de 2019 | 15h32

Uma embarcação que levava passageiros no litoral Sul de São Paulo ficou destruída e afundou na noite desta quarta-feira, 3. A catraia, como é chamada, é feita de madeira e transportava sete pessoas que partiram de Santos rumo ao distrito de Vicente de Carvalho, em Guarujá

O acidente aconteceu por volta das 21h no canal de navegação do Porto de Santos. Os passageiros, incluindo idosos e crianças, foram resgatados sem ferimentos pela própria lancha envolvida na colisão e outras embarcações.

A catraia é feita de madeira e foi atingida na proa, ou seja, sua parte da frente. Testemunhas e envolvidos, caso do piloto da lancha, começaram a ser ouvidos na manhã desta quinta-feira, 4, pela Capitania dos Portos de São Paulo. 

A embarcação é da Praticagem de Santos e voltada à orientação de manobras para os navios que entram e saem do porto. Peritos estiveram no local e a Capitania informou que um inquérito administrativo vai apurar as responsabilidades pela colisão. O prazo para o fim das investigações é de 90 dias, mas este prazo pode ser prorrogado.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.