Em uma semana de vigência, lei antifumo multa 55 em SP

Segundo Secretaria de Saúde, 90% das autuações ocorreram no primeiro fim de semana com a nova lei

14 de agosto de 2009 | 17h42

Na primeira semana de vigência da lei antifumo, 55 estabelecimentos foram autuados pelos agentes "caça fumaça" da Vigilância Sanitária e do Procon. Esse foi o balanço divulgado nesta sexta-feira, 14, pela Secretaria de Saúde de São Paulo. A maior parte das autuações ocorreram no primeiro fim de semana. Ao todo, nos sete dias, 7.428 mil comércios foram fiscalizados em todo o Estado. Segundo a pasta, o número representa apenas 1% de locais que ainda não se adequaram à nova regra.

 

Veja também:

 

 

No interior do Estado, os fiscais inspecionaram 4.879 estabelecimentos e autuaram 41. Já na capital paulista, foram 2.549 fiscalizações e 14 multas aplicadas. A diretora da Vigilância Sanitária do Estado, Cristina Megid, acredita que o alto grau de adesão à lei se deve ao trabalho de preparação feito antes da vigência. Nos três primeiros dias, 84% dos estabelecimentos visitados já haviam proibido o cigarro em ambientes fechados.

 

A secretaria alerta que as ações continuarão ocorrendo diariamente, em horários variados. Os agentes que forem inspecionar locais públicos, inclusive, deixarão de usar o colete com selo da nova regra, mas ainda continuarão com crachás de identificação. Em condomínios, a medida ainda permanece. Outras informações e denúncias podem ser feitas através do número 0800 771 3541 ou pelo site da lei antifumo.

 

Tudo o que sabemos sobre:
cigarrolei antifumoSão Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.