'Em toda a minha carreira, isso é o que eu vi de pior'

O conteúdo eletrônico encontrado na investigação deixou policiais experientes perplexos. "Em minha experiência pessoal, isso é o que eu vi de pior", revelou a delegada de Defesa Institucional Diana Calazans Mann, acostumada a casos do gênero, ao descrever cenas que viu como "repulsivas" e "abjetas". O procurador da República na área criminal Rodrigo Valdez de Oliveira, que acompanhou toda a apuração, usou definições semelhantes. "São as formas mais repugnantes desse tipo de crime."

O Estado de S.Paulo

29 de junho de 2012 | 03h01

A continuação das investigações ainda deve indicar se foram reais alguns rituais macabros, como prática de canibalismo, que aparece em conversas entre integrantes da rede. / E.O.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.