Em SP, ônibus deve ficar até 20% mais caro em janeiro de 2010

Previsão é de que em janeiro as passagens de metrô, da CPTM e dos ônibus da EMTU também vão subir

Eduardo Reina, O Estado de S. Paulo,

15 de setembro de 2009 | 12h31

Em janeiro, o paulistano deve preparar o bolso para arcar com vários aumentos das tarifas de transporte público. A primeira será a dos ônibus, que deve subir entre 15% e 20%, inflação estimada acumulada entre novembro de 2006 e janeiro de 2010. Em janeiro também sobem as passagens de metrô, dos trens da Compania Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) e dos ônibus da Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos (EMTU).

 

Na segunda, o prefeito Gilberto Kassab (DEM) disse que haverá uma "recuperação" da tarifa de ônibus, em entrevista à Rádio Bandeirantes. O secretário municipal de Transportes, Alexandre de Moraes, informou que a proposta de reajuste dos ônibus municipais será enviada ao prefeito em outubro, junto com o plano orçamentário de 2010.

 

Uma das bandeiras de campanha de reeleição de Kassab em 2008 foi a promessa de que a tarifa de ônibus, hoje em R$ 2,30, não ia subir até o final de 2009. O último reajuste foi efetuado em 30 de novembro de 2006. O aumento de janeiro deverá elevar o preço a um patamar entre R$ 2,65 e R$ 2,75. Já a política tarifária da Secretaria estadual dos Transportes Metropolitanos realiza reajustes anuais da tarifa do metrô, CPTM e EMTU.

 

Hoje, a passagem de metrô é de R$ 2,55, e deverá chegar a algo em torno de R$ 2,65, com uma inflação estimada de 5%. O último aumento foi feito no início do ano.

 

Em nota, a secretaria estadual confirmou que haverá aumento em janeiro e observou que se trata de "uma política de transparência que permite aos usuários programar gastos com informação prévia".

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.