Em SP, muitos motoristas desrespeitam as faixas

Em São Paulo, até as faixas de pedestres costumam ser ignoradas pelos motoristas. Uma delas é a que fica na Avenida Brigadeiro Faria Lima, no Largo da Batata, em Pinheiros, zona oeste, em frente a um movimentado terminal de ônibus localizado sobre o canteiro central da avenida.

Rodrigo Burgarelli, O Estado de S.Paulo

10 de maio de 2010 | 00h00

Como não há semáforo nem sinal de "pare", quase nenhum carro respeita os retângulos brancos que assinalam a existência de uma faixa no local. Por isso, o que mais se vê são pessoas correndo enquanto desviam de automóveis a mais de 50 km/h.

"Nunca vi um carro parar para alguém aqui. Se fosse esperar, ficaria aqui olhando o dia todo e não voltaria para casa hoje", diz o segurança Dirceu Fernandes, de 48 anos. Ele trabalha em uma empresa da região há três anos e todo dia tem de atravessar a Avenida Faria Lima para pegar o ônibus de volta para casa. "Isso aqui é um enfeite", lamenta, apontando para a faixa de pedestre no chão. "Não ajuda em nada."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.