Em SP, crianças são encontradas acorrentadas em casa

Segundo pai, ele acorrentou os dois meninos pois eles fugiam enquanto ele estava trabalhando; na residência, na zona norte, estavam outras 6 crianças, uma delas com síndrome de Down

Pedro da Rocha, Central de Notícias

20 Janeiro 2011 | 20h49

SÃO PAULO - Dois meninos, de 8 e 9 anos, foram encontrados, após denúncia anônima, acorrentados na manhã desta quinta-feira, 20, dentro de uma residência na Rua Mário Lago, no Jardim Vila Galvão, na região do Jaçanã, zona norte da capital paulista. O pai das crianças disse que as acorrentou por elas fugirem sempre que ele ia para o trabalho.

De acordo com o delegado Antônio Carlos Cori Sobrinho, do 73º DP, para onde o caso foi encaminhado, além da dupla, outras seis crianças, com idade entre 4 e 15 anos, estavam dentro de casa livres. Uma delas possui síndrome de Down. A mãe das crianças já faleceu.

Ao delegado, o pai das crianças contou que certa vez os dois fugiram de casa e ficaram três dias sumidos, quando foram encontrados dentro de uma favela. As correntes evitariam que eles pulassem os muros da casa. A residência apresentava péssimo estado de conservação e higiene, segundo Antônio Carlos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.