Em SP, ato por redução de jornada fecha Ponte Estaiada

Segundo a CET, o bloqueio da ponte provocou um grande congestionamento na região

Solange Spigliatti, estadao.com.br

28 de maio de 2008 | 10h41

Os diversos grupos que saíram em passeata no começo da manhã desta quarta-feira, 28, pelo Dia Nacional de Luta pela Redução da Jornada de Trabalho, na capital paulista, se encontraram por volta das 10 horas na Ponte Octavio Frias de Oliveira, na zona sul, e interromperam totalmente o trânsito no local. De acordo com a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), o bloqueio da Ponte Estaiada provocou um grande congestionamento na região. Outro grupo, com cerca de 200 pessoas, protestava na zona leste da capital paulista.   O início das manifestações na capital paulista estava marcado para as 5 horas da manhã, no Trevo do Km 16 da Rodovia Raposo Tavares e na Avenida Otaviano Alves de Lima, na Freguesia do Ó. A partir das 8 horas, os presidentes das centrais sindicais se reuniriam na Avenida Roberto Marinho, na zona sul, e seguiriam para a Rua 24 de Maio, no centro de São Paulo. Também estavam previstas manifestações pró-redução da jornada de trabalho em outros 15 Estados, entre eles Rio de Janeiro, Minas Gerais e Rio Grande do Sul, segundo informações da Força Sindical.

Tudo o que sabemos sobre:
protestoponte estaiada

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.