Em SP, 3 presos fogem de delegacia de Praia Grande

Outros dois detidos tentaram escapar, mas se feriram e foram recapturados ao lado de fora

Rejane Lima, O Estado de S.Paulo

04 Novembro 2009 | 14h15

Três presos fugiram na madrugada desta quarta-feira, 4, da carceragem da Delegacia Sede de Praia Grande, na Baixada Santista. Por enquanto, ninguém foi recapturado. De acordo com o Delegado Adjunto do Município, Francisco Antonio Venceslau, por volta das 3 horas da manhã, os policiais de plantão perceberam que havia algo errado nas celas de contenção, foram verificar e conseguiram conter uma fuga em massa.

 

Entretanto, os acusados de roubo Ervanjo Valentim dos Santos, de 20 anos, e Geraldo Francisco Alves filho, de 35 anos, conseguiram fugir, assim como Jair de Melo Abreu, de 26 anos. Já José Carlos Sena da Costa Vilar, de 19 anos, e Marcio Arnaldo Souza, de 34 anos, se machucaram durante a fuga e acabaram detidos. Souza fraturou uma perna e dois braços ao cair do muro.

 

Para fugir, os detentos serraram uma das grades e fizeram uma "teresa" (corda feita com lençóis amarrados). "Só que o muro era alto, com uns seis metros, e esse dois acabaram se machucando", disse o delegado, afirmando que a carceragem costuma concentrar entre 15 e 20 presos pelo período máximo de uma semana.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.