Em Sorocaba, motorista invade calçada, atropela três e mata adolescente

Testemunhas disseram que homem parecia disputar um 'racha' com outro carro; ele tentou fugir

José Maria Tomazela, O Estado de S. Paulo

09 Março 2011 | 12h51

SOROCABA - O motorista Wagner Francisco dos Santos, de 29 anos, bateu em um carro, invadiu a calçada e atropelou três pessoas que estavam sentadas na frente de casa, na noite de terça-feira, 8, em Sorocaba, a 92 km de São Paulo. Segundo testemunhas, o motorista tinha bebido e dirigia em alta velocidade. A adolescente Fabiana Lima, de 14 anos, morreu na hora. Sua prima, Amanda Alves, de 15, e o menino Leonardo Maurício da Silva, de 8, tiveram ferimentos graves e permaneciam internados ontem no Hospital Regional de Sorocaba. Moradores tentaram linchar o motorista.

 

Veja também:

linkRodovias federais registram 189 mortes no carnaval

linkNas rodovias de São Paulo, 23 mortes no feriado

 

O acidente aconteceu às 21 horas, no Jardim Santo André, zona norte da cidade. O bairro é residencial e tem ruas estreitas. Testemunhas disseram que Santos parecia disputar um "racha" com outro carro. Antes de subir na calçada, ele atingiu a traseira desse veículo e se descontrolou ao volante. O carro atingido pelo Verona de Santos evadiu-se do local.

 

Após o atropelamento, Santos tentou fugir, mas foi contido e espancado pelos moradores. Eles também quebraram vidros e faróis do seu automóvel. O linchamento só foi evitado porque a Polícia Militar não demorou a chegar. Com ferimentos na cabeça, Santos foi medicado na Unidade Pré-Hospitalar da Zona Norte e levado para o plantão policial.

 

Os policiais recolheram latas de cerveja vazias no veículo. Testemunhas disseram ter visto o motorista bebendo num bar do bairro antes do acidente. Santos não quis soprar o bafômetro, mas a delegada da Polícia Civil, Silmara Monteiro, determinou a coleta de material para exame de dosagem alcoólica. Como o motorista já tinha passagem por roubo e não possuía habilitação para dirigir, ela não fixou fiança. O acusado foi levado para uma cadeia da região - o local não foi divulgado por segurança. Ele deve responder a processo por homicídio culposo, mas o crime será considerado doloso (com intenção de matar) se ficar comprovada a embriaguez.

 

De acordo com boletim divulgado no início da tarde de ontem, o menino ferido no acidente estava em estado grave, com traumatismo craniano, e respirava com o auxílio de aparelhos. Já Amanda teve fratura no fêmur e deve passar por cirurgia. De manhã, moradores do bairro fizeram um protesto, bloqueando a rua com pneus queimados. Durante o Carnaval, pelo menos seis pessoas foram presas em Sorocaba por terem sido flagradas dirigindo embriagadas. Num dos casos, o motorista trafegava na contramão em uma rodovia.

Mais conteúdo sobre:
Sorocaba

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.